Causada, muitas vezes, por deficiência na produção de insulina pelo pâncreas. As características principais da enfermidade são: hiperglicemia (aumento da quantidade de glicose no sangue) e glicosúria (surgimento de açúcar na urina). Os sintomas mais comuns são sede e apetite exagerados, micção frequente, perda de peso, coceiras na pele e muita predisposição às afecções de olhos, furúnculos, gangrenas, doenças da pele, inflamações dos nervos, entre outros.

Soluções naturais

– comer regularmente.
– fazer exercícios leves regularmente.
– evitar o consumo de doces e sobremesas.
– evitar o consumo de massas, principalmente as refinadas.
– comer duas maçãs, pela manhã, em jejum. Se houver possibilidade, substituir as maçãs por suco de graviola adoçado com mel puro ou adoçantes.
– tomar 3 xícaras de chá de carqueja ou pata-de-vaca, entre as refeições.
– inserir o espinafre ao cardápio, pois é rico em potássio e ácido fólico, substâncias fundamentais para os músculos, inclusive coração.

copyright: https://www.cpt.com.br/